Wednesday, 27 April 2011

Blair, a egoísta!

Discutindo...discutindo  e discutindo! Este meu portátil está no fim da vida. Tive de trocar o carregador e já não tem bateria, já foi p'ra arranjar uma vez e já deixou de funcionar outras quantas para depois voltar a vida quando as esperanças já não eram muitas. Este meu portátil foi comprado com a ajuda das minhas irmãs, dos meus tempos de trabalhadora-estudante numa dessas lojas do Shopping e acreditem fazer um curso que envolve aulas teóricas, teórico-práticas e práticas e ainda trabalhar até as 3 da manhã (nos saldos) não é nada fácil. Fiz isso para ajudar os meus pais, afinal estavam a pagar-me o curso e ia pagando as fotocópias, renda, propinas de vez em quando com o dinheiro do trabalho. Juntei para comprar este portátil, porque já sabia que no último ano tinha que fazer a tese e sem portátil...esquece a tese.

Nos seus últimos dias de vida, não gosto que mexam nele. Não gosto mas às vezes, deixo que o R. mexa porque ele sabe mexer relativamente bem, com o meu pai a história é outra. Não sabe mexer no portátil e se vou de fim-de-semana p'ra algum sítio quando volto ele diz-me que o portátil estragou-se. Se vou dar aulas e ele mexe, quando chego diz que o portátil não quer arrancar...mas depois a culpa não é dele é do portátil. Eu mexo e remexo e o portátil continua vivo!!! O que me leva a concluir que ele insiste em estragar-me isto. Não é a 1ª vez que o explico como mexer nele mas nada muda, continuo a chegar a casa e a ouvir "o teu portátil está estragado"...graças a Deus nunca está!
Mas um dia hei-de chegar e estará mesmo e quando esse dia chegar eu vou ficar realmente chateada.

Hoje, a mesma ladainha!!! Foi quando eu disse-lhe claramente, não mexe no meu portátil por favor. Porque eu sei que sou egoísta com ele, e se for eu a estraga-lo ficarei chateada comigo mas se for outra pessoa a estraga-lo eu ficarei realmente chateada. Expliquei claramente este meu DEFEITO (sim, eu sei que é um defeito, mas eu gosto muito das minhas coisas e a coisa que mais detesto é comprar duas vezes a mesma coisa porque alguém andou a mexer sem a minha permissão e...olha partiu! FICO FULA!)

E a minha mãe veio agora falar comigo para não brigar com o meu pai, e para o deixar mexer no meu portátil porque ele está doente e que então eles também podiam vir cobrar-me as coisas que eu parti quando era pequena. Ao que respondi que:
- Dizendo isso já estavam a cobrar-me as coisas que eu parti e que quando se tem um filho é outra história...se fosse o meu filho a parti-lo ficaria chateada sim, mas obviamente não o iria culpar porque é uma criança pequena que nem percebe o que está a fazer e depois se eu não tivesse trabalhado durante o curso tinham que ser vocês a pagarem-me estas coisas todas, desde de portáteis (e deram um à minha irmã que recusou-se a trabalhar) até rendas e propinas SEMPRE! E mais, obviamente, EU NÃO PEDI P'RA NASCER!

Eu sei que fui dura mas já disse  que quando eles vêm com essas histórias de cobrar coisas, eu viro a rebelde sem causa que sempre fui...Algo que não me agrada nada mas com os meus pais é preciso às vezes ser-se dura e dizer as coisas claramente em vez de "ohhh desculpa se tiveram que comprar a fralda ou a caneta p'ra eu poder ir à escola"! Assim como, eles nunca nos deram presentes por passarmos de ano porque "era mais que a nossa obrigação", assim digo que cuidar de mim, educar-me e dar-me o mínimo aceitável para a escola até à idade adulta é mais do que a obrigação deles.

[Que raiva! E o pior é que eu sei que quando esta raiva passar vou lá pedir desculpas...grrrrr]

2 comments:

PinkEmotions said...

Eu também sou como tu e entendo a tua parte, mas fala calmamente com o teu pai e explica-se como se deve mexer com o portátil e diz-lhe que se aquilo voltar a acontecer que não o vais voltar a emprestar porque se pode estragar de vês. Espero que isso se resolva *

Blair Randall said...

Já não é a primeira vez, nem a segunda, nem a 3ª que temos esta conversa...ele simplesmente insiste em usá-lo quando eu não estou, em vez de pedir e assim eu ligava-o e explicava o que fosse necessário.


xoxo*