Tuesday, 17 January 2012

Blair in Neverland

uknown

Muitas coisas para escrever, coisas sérias, coisas que podem decidir o meu futuro. Mas hoje não me apetece ser adulta. 
Hoje quero lembrar o tempo em que tudo era tão simples. Que o jogo da garrafa decidia quem nós tinhamos que beijar no escurinho do armário das vassouras. E sair de lá coradas por ter encostado nossos  lábios nos do rapaz...
Que o espelho amarrado na correia dos ténis dos miúdos permitia-lhes ver a cor das nossas cuecas por baixo da bata azul. Era a alegria deles e para nós um insulto tremendo, dava direito a bofetada.
Que dizer que Fulano de tal gosta de Cicrano era uma revelação bombástica. 
Quando decidiamos que quem nós gostavamos era melhor do que aquele que a nossa amiga gostava porque ele marcava mais golos no campo do liceu. 

4 comments:

menina lamparina said...

E o bem que soube recordar essa ingenuidade leve de quem não tinha muito com que se preocupar, porque o importante era brincar e ser mimado. Argh. Que saudades.

(Em exames, super deprimida.)

Beijinho*

Ju said...

às vezes sabe bem (e é preciso!) voltar a esses tempos..e quando perguntávamos "Gostas dele(a) por amor ou amizade?" ;) ****

PinkEmotions said...

Ai, que bons tempos esses...

Blair Randall said...

menina lamparina, tira sempre 2 minutinhos do teu dia para lembrar em coisas boas. Dar um passeio pelo quarteirão, ouvir um pouco de música...Faz milagres em época de exames :)

--------------------
Ju, e depois dobra o canto do sim, ou o canto não. Eu metia sempre talvez hehehe ;)

----------------------
Pinky :)


xoxo***