Sunday, 8 January 2012

Das relações perdidas, encontradas mas nunca esquecidas

Este fim-de-semana foi reservado para as amizades. Das mais próximas, às mais afastadas. Hoje estive à conversa com a minha bff por causa do pseudo-namorado de uma das nossas amigas que eu vi na festa com outra e não sabia se devia contar, porque eu decidi desde o inicio não me meter na coisa e portanto, mais uma vez...vou ficar de fora! A única coisa que eu fiz foi durante a festa (apesar de não conhecer o rapaz muito bem e por isso, podia não o cumprimentar) foi cumprimentá-lo com o sorriso mais sarcástico e amarelo que eu consegui inventar (e ele não retribuiu, olhou e fugiu) mas assim pelo menos ele sabe que "EU SEI!". Enfim...

Na Sexta-feira fui ver um concerto e vi uma pessoa que nós costumávamos ser amigas de infância mas... como tantas outras amigas perdi-a por causa das mudanças para outro sitio, país, ilha, buraco. E também, por culpa dela (que não posso ser a única a levar com as culpas). Ela ia dormir connosco e depois arranjava outras amigas e esquecia-nos por meses e depois por alguma razão (quando perdia as amigas) voltava a pedir para ir dormir connosco e fofocar até de madrugada. Ela agora namora com um artista e quando a vi cumprimentei-a, mas fiquei com a sensação de que ela queria aproximar-se (tal o abraço apertado que ela me deu), queria conversar, decididamente, acho que ela precisa de amigas e fiquei com vontade de ir lá meter conversa (até porque não deve ser nada fácil ser namorada de artista, tanta gente que deve se aproximar por interesse e sei lá que mais). Mas sobre o quê que nós íamos falar??? Dizem as minhas irmãs também que ela estava sempre a olhar e houve uma altura que o namorado que também conheço, levou-a para o canto onde estávamos  e percebi que ele perguntou-lhe se eu era sua amiga e ela respondeu que sim (do estilo "fica com ela para não ficares sozinha se eu tiver que ausentar"), só vos posso dizer ela ficou lá um bocadinho "awkward moment".  Já não sei ser sua amiga!!!! A minha irmã diz que se é ela que precisa, é ela que tem que dar o primeiro passo. A minha bff (que é grande amiga do namorado da moça) diz para deixar de ser Madre Teresa de Calcutá e tentar salvar toda a gente...mas mesmo assim disse que se calhar convida o namorado para ir à casa dela a ver se consegue conhecer melhor a moça. Eu nem sei se devo adicionar a rapariga no FB. Enfim...

Ontem a minha amiga V. veio em serviço para Portugal por 4 dias e ela quer aproveitar para renovar o guarda-roupa e portanto, lá vou eu bater perna no Shopping pela milésima vez estes saldos. E ela tem casamento marcado para este Verão e diz que podemos escolher a roupa de noiva as duas pela net. Já lhe disse que vou tentar ser o mais sincera possível porque eu quero que ela esteja deslumbrante. Já intimou-me para preparar a despedida de solteira e portanto, começar a juntar dinheiro porque no Verão vou ter de viajar p'ro casório uns bons dias antes para ter tempo de meter a mão na massa.

A bff  MAIOR já voltou de viagem. (YUPIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII). Estivemos juntas no tal concerto de Sexta-feira e tenho de arranjar um buraco na agenda para ir pôr as cusquices em dia, se bem que hoje falamos  no telélé por duas horas sem parar. O pessoal das escutas telefónicas é que devem ficar contentes com as fofocas todas. hehehe

A C., minha irmã, liga agora a dizer que temos ( eu mais a sissi S.) que ir ter com ela ao centro comercial porque precisa de ajuda. Mandou um "HELP"!!!! E por isso, meus AMIGOS E AMIGAS a Madre Blair de Calcutá tem que ir.

[Jesus. Desculpem! Este texto está super mal-estruturado, cheio de erros. Juro que o arranjo mais tarde]


XOXO***

4 comments:

Su said...

Não há melhor do que a minha irmã para ir comigo às compras. Por vezes até é fria demais, mas pelo menos é sempre sincera.

mari said...

and have fun **

Pretty in Pink said...

Ainda hoje tive um encontro imediato desses. Com uma rapariga que em tempos foi minha bff e hoje mal a vejo (e moramos as duas na mesma cidade). Foi mesmo estranho, como é que alguém que ja foi tão nosso amigo, de repente se afastou tanto...mas enfim a vida segue e também tenho amigas dessas que levo horas ao telefone nas cusquiçes e sinceramente adorooo :)Espero que sejamos amigas durante muuuuuuuitos aninhos :D

Beijinho*

Blair Randall said...

Su, é melhor ser assim...sinal que quer ver-te linda e deslumbrante :)

----------------
mari, always

-----------------
são aquelas momentos que gostaríamos de dar o tempo p'ra trás a ver como é que deixamos de ser amigas...:)


xoxo***