Tuesday, 10 May 2011

De volta...

Foi rápido não é?!
Duas coisas:
1º Fui fazer mais um casting. Correu mal :( e não me devem chamar nem pintada de prata e bronze quanto mais de ouro. Enfim...é só mais um!!! =) (foi 5 mn e pronto, já podes ir...LOL)

2º Fui visitar um colégio interno para onde possivelmente o R. vai para o ano se ele chumbar. Já tinha contado que o meu pai está doente e a minha mãe está quase a ter um ataque com o R. Agora decidiu faltar à aula de Francês para ir ao MacDonald ou ficar a jogar matraquilhos. Meteu na cabeça que não vai passar e portanto não quer saber...responde torto aos professores e estes já nem podem com ele. Só quer acompanhar os rapazes que são repetentes porque "é fixe".  E tem 4 negativas. 4????!!! 
Na minha família fomos sempre umas marronas, de passar o fds a estudar e parar só p'ra comer e agora vem este gajo e é completamente ao contrário. E já disse à minha irmã Z. que a solução passa por um colégio porque se acontece alguma coisa aos meus pais (Deus livre), ela pode preparar para tomar o seu filho de volta porque eu não vou aturar este aspirante a delinquente.  Nesta ameaça, ela ficou com medo (porque já disse e repito que ele nunca quis o filho. Gosta dele mas ele cá e ela lá) e disse-me para procurar um colégio para o colocar. 
Já ando a procurar e a minha esperança é que nem seja preciso concretizar a coisa. É só levá-lo a visitar o dito colégio e ele entra em parafuso e volta ao que era, antes de descambar desta maneira. (e as galinhas têm dentes, não é verdade Blair?).
A minha prima S. chumbou um ano, o meu tio meteu-lhe num colégio por 1 ano e ela voltou melhor que encomenda. Diz que foi a melhor coisa que o pai podia ter feito. Tenho esperanças que seja a melhor coisa a fazer neste momento.

wish me luck :)

10 comments:

Nokas said...

Um casting? Conta mais :)

Just me said...

Good luck blair...

espero que encontres um que o ponha na linha!!!

Pretty in Pink said...

Mas que chatiçe! Eu acho que a ideia do colégio interno é boa, se ele vir como a coisa funciona é capaz de melhorar... Começo uns amigos que puseram o filho no colégio militar, assim que voltou parecia outro!

Beijinho*

PinkEmotions said...

Aposto que te chamam para o casting e depois ficas mega hiper famosa e vais para aquela série dos miúdos que fazem surf, que dá aos fins-de-semana na SIC (sim eu vejo séries de miudos. eheh)

Quanto ao teu sobrinho... é tão mau que a tua irmã não lhe ligue nenhuma :S Provavelmente isso do colégio até lhe vai fazer bem. Vai fazê-lo ver as coisas de outra maneira. Espero que corra tudo bem! Depois vai dando notícias sobre esse "campo".

Daniela Pereira said...

Foste fazer Casting de que?

Eu quando era chavalinha era como o R, quer dizer, cheguei a ser pior porque cheguei a ter 7 negas e mesmo assim passei de ano, porque fui reduzindo o numero de negas, cá em casa todos foram sempre certinhos e eu a ovelha, mas olha que eu abri os olhos mal entrei no secundário, acredito que o teu R. também há de abrir. Senão pronto, se calhar é melhor a vossa opção mesmo.

Blair Randall said...

Nokas, um casting em que eu tinha que mostrar esquizofrenia mas não me consegui desligar do meu eu e ser apenas o personagem...ou seja, basicamente sentia-me ridícula a fazer aquilo e quando sentimos vergonha as coisas não correm bem. É suposto sermos apenas a outra pessoa e eu fui a Blair a fingir de outra. :)

----------
Just me, o colégio militar parece-me uma boa opção...mas é tãooo caro. Jesus!

-------------
Pretty in Pink, é mesmo o colégio militar que eu estou a pesquisar :)

--------------
Quanto ao ser famosa...blaaach. Eu quero mudar o mundo (a frase mais cliché do mundo hehehe) e continuar no meu canto sem paparazzis :)

qto ao "especial" também espero que corra bem.

--------------
Dani, (ver a resposta ao comentário da Nokas) :)

Pois, ele na primária era um espectáculo mas aplicadíssimo e o melhor aluno da turma, a partir do 6º ano e agora 7º estragou de tal maneira que só colégio :)

xoxo***

cairs said...

boa sorte com isso tudo, parece complicado!

S said...

Obrigada pelas dicas, vou segui-las :) Tens razão, a fazer o trabalho escrito torna-se muito difícil também, porque lá está, tenta-se traduzir o português para inglês :x Eu o ano passado apresentei um trabalho a inglês e para primeira vez acho que não foi muito mal, este vai ser o segundo. Depois da apresentação é só frequência e "nunca mais tenho contacto com ele".

Beijinho :)

Blair Randall said...

cairs, :)

-----------------
S, OMG eu sou uma conselheira por blog hehehehe, como é que correu? Era hoje, certo?! Conta tudo


xoxo*

mari said...

um casting?!? ... que giro, para a próxima correrá melhor :)**