Thursday, 24 March 2011

Esporádicos momentos...de inteligência?!

Pedro Passos Coelho será o próximo PM? É ele o salvador da pátria? Não quero ser pessimista mas as pessoas realmente acreditam que era o Sócrates o culpado da crise, de Portugal estar no buraco?. Longe de mim querer falar bem do homem mas no meu pouco entender sobre o tema "Política" tenho a dizer que das muitas asneiras que este homem cometeu eu consegui, na maior parte das vezes, perceber o seu lado. OK, vá podem bater-me!
É que ele entrou numa altura em que o mundo estava a derreter, e se as grandes potências estavam a afundar esta terrinha de gente simpática plantada à beira-mar não seria excepção. A pasta que ele recebeu entre mãos não devia ter nada de animador portanto ele tratou de subir os impostos (sem eles arranjar dinheiro seria difícil), subir as portagens, as SCUTs, baixar salários e podíamos ficar aqui a falar de muitas mais medidas drásticas mas, se calhar, as únicas possíveis para o tempo das vacas magras. Dos muitos pontos negativos que tenho a apontar no seu governo, vou escolher o facto dele ter sido um mentiroso (ou ingénuo) ao achar que no seu governo, Portugal sairia do buraco sem que o povo sofresse as consequências, sinto que a nossa maior raiva foi o facto dele não ter dito as coisas duras e cruas. "É preciso apertar os cintos e de que maneira e se a economia mundial, um dia recuperar, compensarei todos os nossos/vossos sacrifícios" e ainda um pedido de desculpas por ter feito aquela campanha cor-de-rosa. Era tão mais fácil ter sido sincero com o povo e talvez tivesse evitado muita greve (sim... que agora apanharam o gostinho pela coisa e a moda agora é GREVE). Mas pergunto, a própria política não é mentirosa? O povo não vota de acordo com o história de encantar mais colorida? Como ganhar as eleições dizendo a verdade e não mais que a verdade?
Pedro Passos Coelho será o novo, se tudo correr como planeado. Era esta a mudança que queríamos? Fará ele melhor, já que a pasta que ele irá receber será igual ou menos animadora? Se bem que, Espanha começa a recuperar e sendo assim Portugal seguir-lhe-á o rasto, sem querer admitir fraqueza, nós somos uma "província de Espanha" como diz um amigo meu espanhol (acreditem que quando ele diz isso eu esperneio, luto mas não admito tal!).
Manuela Ferreira Leite afirmou que a falta de confiança que o povo tinha no PS era o Sócrates e tão somente ele e que a coisa podia ficar resolvida se dentro do próprio governo eles o tivessem substituído. Eu digo, falta de confiança? Falta de confiança tenho em sí...uma antiquada, racista disfarçada e preconceituosa. Acham que as acusações são muitos graves? Então, ela que vá dizer isso aos muitos emigrantes portugueses na França e no resto do mundo, o povo português ainda é navegador, não há um buraco no mundo onde não se encontre um tuga, é só abrir os programas da manhã dos canais generalistas, mas p'ra senhora se o português pode sair do país, já os outros povos não podem vir viver p'ra cá, sob pena de quê? De Martim Moniz ser embaixada da Índia?!  Mais, é contra-natura haver casais do mesmo sexo e esses não podem casar-se e sei lá que mais preconceito vai aí nessa cabecinha. P'ra mim cada um tem livre arbítrio para escolher o parceiro e sou a favor do "paz e amor e tásse bem". Sim, eu tenho os meus preconceitos (ou pré-conceitos) acerca da adopção mas eu, ao contrário da senhora não estou a pensar fazer com eles passem a ser leis escritas na Constituição da República.
Por tudo, digo entre o PS e o PSD? Que venha o diabo e escolha! Geração à Rasca aqui estou/estamos à espera que estes consigam fazer melhor...com ou sem FMI! E só me consigo lembrar desta música

4 comments:

Sonhadora said...

Oh pah partidos À parte o Sócrates foi o PM que mais nos roubou.... Se o Passos Coelho vai fazer algo ou não, não sei, mas pior que o Sócrates duvido. E ao menos é sincero e directo quando faz declarações como esta: não vou prometer que não vou subir os impostos!!!

Sandy said...

Sou exactamente da tua opinião e tenho bastante medo no que o futuro nos reserva.

L'Enfant Terrible said...

Essa história que a culpa da crise vem do exterior é uma falácia. Crise é andarmos a gastar mais do que temos, mas o pior é que não se gastou de modo útil, pelo contrário, gastou-se a encher os bolsos a meia dúzia deles e a dar migalhas a outros tantos. Agora que a bolha rebentou culpa-se o exterior. De qualquer forma venha quem vier não vai resolver isto no sentido de tudo voltar a ser o que era dantes. Pelo contrário, vai ainda agravar-se mais, seja qual for a cor política, porque eles estão lá não para defender o bem comum, mas o bem de meia dúzia deles.

Blair Randall said...

Sonhadora mas pelo andar da carruagem, ou das declarações dele, ele vai ser um pau mandado do povo...ou da Manuela(espero muito estar errada)

-------------------
Sandy =), vamos pensar como o tiririca "pior do que tá não fica" :)

------------------
Concordo contigo em parte. A crise está na mentalidade do povo, na roubalheira de quem está no poder mas também "no exterior". Sem as importações não conseguiríamos sobreviver nem um dia, há relativamente pouco tempo é que apostamos no "compro o que é nosso" porque até então o produto importado é que era bom.
Para o provar basta entrarmos num super-mercado, loja de roupa etc e tal. O nosso grande bacalhau---da Noruega, o grande camarão---de Moçambique, a dourada de aquacultura----de Espanha, as jeans---da Turquia...e nem vou-me alongar mais senão chegamos ao petróleo---do Kadafi. E se o preço da matéria-prima aumenta temos de comprá-lo a esse preço porque simplesmente nós não temos ou pelo menos não em quantidades suficientes para parar a importação e começar a exportar. É tudo na base da oferta e da procura.


xoxo