Monday, 10 January 2011

DNA, o nosso melhor trunfo!

Tenho passeado pela blogosfera , Ler o que o pessoal escreve, sentir, rir a bom rir, chorar muitas vezes. É assim este mundinho por trás do ecrã. Impressionante…

Christina Aguilera
Ultimamente tenho lido sobre pessoas que perderam os seus bebés; e na minha família também já aconteceu. É uma grande tristeza sem dúvida. Embora não exista palavras que consolem a perda de um filho. Venho cá, humildemente dizer-vos o que eu disse à minha irmã há uns anos quando ela passou pelo mesmo.

Lembrem-se que o corpo humano é tal e qual uma máquina em que o seu maior engenheiro é o DNA. Como qualquer máquina o DNA é poderoso, capaz de fazer milagres. Ele tem a capacidade de corrigir muitas vezes erros feitos por ele ou pelos seus companheiros, O RNA e as células. O RNA pode ser mensageiro, de transferência ou ribossomal. O RNA mensageiro, que é aquele que nos interessa agora,  passa a mensagem do DNA para as células, que vamos chamar de operárias. Como exemplo simples, vejamos:

DNA para RNAm: - Esta criança vai ter 5 dedos numa mão.
RNAm para as células: -O DNA disse que ele quer 5 dedos na mão da criança.

E lá as nossas operárias fazem. No entanto, também como uma máquina ela às vezes falha, isto deve-se a vários factores que aqui não interessam muito ou a razão nenhuma.

- DNA para RNAm: -Esta criança vai ter 5 dedos numa mão.
RNAm para as células:-O DNA disse que ele quer 4 dedos na mão da criança.

E as células fazem o pedido. Portanto, vemos aqui que há um erro. Na maioria das vezes o DNA ”envia” a correcção…Algumas vezes falha!

Concluindo e pedindo desculpas pela aula de ciências que ninguém queria ter, posso vos dizer que na maioria das vezes em que se perde um bebé, sem razão aparente é porque a sua formação não era digna do bom nome do DNA. As células têm a capacidade de suicidar quando vêem que as coisas não estão a funcionar correctamente. Portanto, por favor, não se culpem quando perdem uma criança muito desejava. Talvez essa perda não tenha sido em vão e foi apenas para proteger uma criança que não ia ser feliz neste mundo.
Espero que com esta explicação toda tenham percebido um pouquinho desta cadeia maravilhosa que é o DNA e consequentemente, o Corpo Humano. E que tenha com isso consolado algumas mães por esta blogosfera.

["As células têm a capacidade de auto-suicidarem-se" A Prof. de Genética hehehehe...Foi gargalhada geral]

4 comments:

Bella said...

Bonitas palavras. Já aprendi mais qualquer coisa hoje. Obrigada;)
Bjokas

Blair Randall said...

Fico feliz que tenha ensinado, mesmo que seja pouquinho, a uma única pessoa. Obrigada Bella. bjokas p'ra ti também :)

Pipoquinha said...

Ajuda a ver as coisas com outros olhos!
Obrigada :)

Blair Randall said...

Pipoquinha a PRO em questões infantis és tu, eu só vi as coisas pelo lado cientifico. Não é lá muito romântico, eu sei... mas ajuda, não ajuda?!
Obrigada :)