Monday, 14 November 2011

Loucuras por amor (que nem sabia que existia)

A minha irmã é uma maluca, estava sempre a discutir com o Puky por ele fazer xixi e cocó na sala (o sitio preferido dele para as necessidades), andava sempre a mandar vir com ele. E estava sempre a dizer para deixarmos de disparate com ele porque "é SÓ um cão"
De repente o cão morre e as frases dela:
Durante a madrugada que passamos com o cão (e ela mais porque estava lá junto dele). Chorava baba e ranho e cada vez que o cão berrava de dores, ela dizia "Se morres eu bato-te, tu não te atrevas a morrer". 
E quando morreu: "Eu não sabia que gostava tanto de ti"
E a minha irmã C. disse para ela embrulhar o cão num saco de lixo preto antes de enterrar porque podia passar doenças para outros cães e ela: "Não vou fazer isso, não vou embrulhar o meu filho num saco do lixo". E decidiu colocar o cão na alcofa dele com os brinquedos todos e só depois enterrar.

E ela que não gostava do cão, imaginem se gostasse...

2 comments:

Pretty in Pink said...

Ah pois é...é aí que se vê o quanto se gosta deles...O que vale é que eu vi antes o quanto gosto da minha gata, assim aproveito todos os segundos com ela:)

Beijinho*

Blair Randall said...

Pretty in Pink, então aproveita o teu menino muito muito ;)


xoxo