Thursday, 3 November 2011

Mas quem será o pai da criança

O pai do meu sobrinho R. está por Lisboa, saíram durante esses dias de Fim-de-semana meio prolongado e para além do R. não ter estudado nadinha dxi pitibiriba (com teste amanhã), ainda parabenizou-o pelo seu comportamento pouco adequado em casa e na escola com nada mais nada menos que: correias coloridas para os ténis da Vans (presente dos avós paternos), umas 6 t-shirts em que só muda a cor ,da Quiksilver, duas idas ao MacDonalds (sábado e Domingo). E quando achei que já não ia fazer mais nada. Ontem ele aparece-me cá em casa com um casacão e uma carteira da Ericeira Surf Shop e ainda para a carteira não ficar vazia meteu-lhe 20 euros lá dentro. Perguntar sobre as notas, o comportamento e saúde...deixa quieto! 
P'ra quê? Se o dinheiro fala mais alto?!

Já começou a trazer negativas, português 44%. E aqui a Blair, tirou-lhe o telemovel e o casaco maravilhoso da Ericeira Surf Shop. Alguém tem de colocar regras nesta criança. O meu pai (avô dele) já disse que o R. está mais preocupado em TER do que em SER. E é triste!

[E porquê dar enfâse às marcas? Porque p'ra ele não importa se as coisas são giras, importa se são de marca]

8 comments:

" Smile said...

Problemas de pais divorciados, como te entendo... Quem passa a maioria do tempo com eles vê tudo(os ensinamentos e princípios) ir por agua abaixo em poucas horas

Shell said...

E se fosse só o teu sobrinho P. O problema é que se fores ver bem aposto que os amiguinhos dele também são assim e uma coisa acaba por levar a outra :x mas eu cá estou contigo... Porta mal, acabam-se as coisas boas :p * beijinho

L* said...

Querida Blair, ainda ontem a minha mãe estava a contar que anda uma nova "moda" nas escolas: quando os colegas chegam à escola, um deles vai ver as etiquetas dos outros (sim, as etiquetas!!) para ver se a roupa é de marca, se não for, são humilhados :/
**

Blair Randall said...

Smile, nem mais!

----------
Shell, ele sozinho não ia conhecer todas essas marcas porque são marcas de surf e já tentei montes de vezes que ele fosse surfar comigo ou visse um campeonato/filme de surf e diz logo que se aborrece. Portanto, tem de ser de boca em boca para espalhar a mania dessas marcas.

--------------
L*, a sério??? Fogo não sabia dessa parte mas eu deste lado vejo as notas se são boas conversamos se não são boas vai de roupa de chinês que é roupa à mesma!


xoxo***

Sonhadora * said...

Pais divorciados os filhos é que pagam... Tornasse difícil educar uma criança assim. Temos o mesmo problema cá por casa com o meu sobrinho. A mãe deseduca e nós no pouco tempo que estamos com ele não conseguimos educar :S

CoisasDaGaja said...

Contrariando a "Smile" ali acima, toda a regra tem excepção :) O meu filho é filho de pais divorciados e não liga nada às marcas. Gosta de marcas em coisas para o desposrto. Como pratica basquetebol e vê outros meninos com algumas é natural que goste. Mas quando pede diz "gostava de ter as sapatilhas X ou Y, se tu pudesses porque sei que são muito caras!"

Em boa verdade as poucas coisas que tem de marca, é a avó paterna que lhe oferece. Fatos de treino e sapatilhas. Mas isto para dizer, que acima de tudo passa pela educação! E mais ainda da educação que o progenitor que tem a guarda lhe dá, mesmo com influências externas (que também as teve) o meu filho não liga a marcas mas sim ao gosto :))

CoisasDaGaja said...

L., não podes estar a falar a sério! É nestes momentos que fico feliz por ter tido o juízo de regressar a esta cidade para educar o meu filho! Aqui as coisas nunca chegam a essas proporções! (Até a moda demora mais tempo a chegar cá!)eheheheh

L* said...

CoisasDaGaja, infelizmente é verdade :| e são miúdos com cerca de 12 anos!!
**