Saturday, 19 November 2011

A minha vida em livro...Parte 4

E desde aí temos um não-sei-o-quê! Se ligo-o ele não responde, se mando mensagem ele demora um ano a responder. Se desisto dele e não digo mais nada, ele manda mensagem como se nada fosse a dizer que tem saudades minhas e que quer estar comigo. Se volto a lutar por ele, ele volta a fugir, ou seja, basicamente deixa-me tonta e não consigo perceber o que ele quer.  Parece que anda numa de vingancinhas estúpidas. Mas quando estamos juntos, parece que ele baixa a guarda e quando digo que tenho que ir embora, ele diz "não vás" e volto a achar que se calhar ele me quer, ele puxa-me de volta quando tento levantar-me para ir embora achando que ele adormeceu e... diz baixinho "quero-te tanto...." quando acha que eu estou a dormir.  E no dia seguinte, volta tudo outra vez; a brincadeira do quem cede primeiro! Eu sei a culpa foi minha...mas isto tudo cansa-me e começo a o querer tanto e sinto que é isso que  ele está à espera que aconteça para depois ir embora...
Como tudo na vida há que saber jogar e eu não sei fazer isso, eu coloco o meu coração na batalha em tudo o que faço!!! Não lhe posso dizer que o J. não foi (É) importante porque seria mentir...
Fim

5 comments:

mari said...

o jogo do rato e do gato ... boas caçadas ;)
**

Anonymous said...

estou exactamente na mesma situação que tu. esta podia ser tbm a minha história.
beijinho,

Joana

Paula NoGuerra said...

Há um lema que uso desde sempre: O amor é como uma borboleta: se corres atrás ele foge; se paras ela "poisa" na tua mão"
O que tiver que ser é mas não corras atrás... pelo menos eu sinto assim!

Bjs docinhos xxxx

Blair Randall said...

mari, é isso mesmo!

-----------
Joana, então só posso desejar-te PACIÊNCIA!!! é tudo o que é preciso e tudo o que eu não tenho...
volta mais vezes aqui ao cantinho!

xoxo****

Blair Randall said...

Paula NoGuerra, vou seguir este teu lema...ou tentar!

xoxo***